Header Ads

ad728
  • Recentes

    Aprenda A Ofertar

    APRENDA A OFERTAR

    Capítulo 08 Discipulado Catedral Da Paz


    Nesta lição você vai aprender:
    O que é dízimo e oferta;
    Por que devemos ofertar;
    Por que devemos entregar o dízimo;
    Como, quando e onde entregar o dízimo;
    Dicas para lidar com a questão do dízimo em sua vida.

       Mais bem-aventurado é dar que receber. (At 20.35)

    a. Isso me faz parecido com Deus
    Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito... (Jo. 3:16)
    Deus expressou Seu amor por nós dando-nos Seu Filho. Seguindo o mesmo princípio, ofertar também é uma maneira de expressarmos nosso amor por Ele.

    b. O ato de ofertar direciona meu coração para Deus Jesus disse:
    ... onde está o seu tesouro, aí estará também o seu coração. (Mt 6.21)
       Se o nosso tesouro está em Deus, então é para Ele que direcionaremos nossas ofertas.

    c. Ofertar honra a Deus
    Honra ao SENHOR com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares. (Pv 3.9,10)

    d. Dar é um investimento
    Dai, e dar-se-vos-à: boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão. (Lc 6.38)

    e. a ato de dar traz a bênção
      O generoso será abençoado. (Pv 22.9)
    A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado. (Pv 11.25)

    f. Dar é melhor que receber
       Maioria dos brasileiros foi criada com a mentalidade de que a pobreza é uma virtude.
    Fomos ensinados que o pobre é humilde, que está mais perto de Deus e que pedir dinheiro ou bens ao Senhor é errado. Assim, fomos criados numa mentalidade conformada à pobreza.
       A Palavra de Deus, porém, nos ensina que a pobreza é uma maldição. Ela entrou no mundo quando o homem caiu no pecado. Por outro lado, a riqueza e a prosperidade são bênçãos de Deus reservadas para todos os seus filhos. Embora a pobreza esteja vestida com aparência de humildade, ela é uma maldição enviada para irnpedi-lo de entrar na bênção de Deus.
       Agora que você veio para o reino de Deus, toda maldição está quebrada e a promessa de Deus para você é:
    Se você quiser e me ouvir, você comerá o melhor desta terra. (1s 1.19)
       A promessa é que o Senhor é o seu pastor e nada lhe faltará (Sl 23.1). Chega de comer bem apenas aos domingos, chega de roupa rasgada e sapatos furados, chega de cama quebrada, chega de telefone, água e luz cortados, chega de carro fundindo o motor, chega de morar de aluguel ou em casa sem acabamento e cheia de goteiras, chega de comprar o pior, de ser analfabeto, de nome protestado, chega de receber
    salário mínimo.
       Você agora é filho de Deus. O dono de toda provisão e riqueza é seu pai e Ele lhe deu as chaves da abundância e da prosperidade dos seus depósitos.
     Deus não negará nada a você.
       Alguns chamam Deus de Divino Pai Eterno. Se for assim, você é o "Divino Natan". Deus tem prazer na sua prosperidade, porque você é filho dele.
       Todavia, essa promessa é apenas para os filhos que se consagram a Deus e entregam tudo ao controle dele e que, por isso, já não são governados por Mamon, o deus deste século. Entregar o dízimo e as ofertas a Deus foi a maneira que Ele estabeleceu para que você fosse livre de Mamon.

    1. Por que devemos ofertar?
    são ao SENHOR. (Lv 27.30)
    b. Porque Jesus era dizimista Jesus veio cumprir a lei, logo, foi dizimista. Seguindo Seu exemplo, também devemos ser.
       Dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas (dar o dízirno), sem omitir aquelas! (Mt 23.23)

    c. O dízimo me lembra de que Tudo o que tenho me foi dado por Deus Antes, te lembrarás do SENHOR, teu Deus, porque é ele o que te dá força para adquirires riquezas; para confirmar a sua aliança, que, sob juramento, prometeu a teus pais, como hoje se vê. (Dr 8.18)

    d. O dízimo expressa minha gratidão a Deus
    Cada um oferecerá... , segundo a bênção que o SENHOR, seu Deus, lhe houver concedido. (Dt 16.17)
    Que darei ao SENHOR por todos os seus benefícios para comigo? (51116.12)

    e. Não entregar o dízimo é roubar a Deus
    Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízímos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubaís, vós, a nação toda. (MI 3.8,9)

    f. O dízimo libera bênçãos sem medida da parte de Deus
       Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja rnantimento na minha casa; e provai-rne nisto, diz o SENHOR dos exércitos, se eu não vos abrir a janela do céu, e não derramar sobre vós tal benção, que dela vos advenha a maior abastança (Malaquias 3:10)


    2. O que a Bíblia ensina sobre o dízimo
       A palavra dízimo significa a décima parte de alguma coisa. Dez por cento de tudo o que nos vem às mãos deve ser entregue ao Senhor, uma vez que o dízimo é santo, ou seja, separado exclusivamente para Deus. Em Levítico, lemos: O dízimo será santo ao SENHOR. (Lv 27.32)

    a. Os dízimos e as ofertas pertencem a Deus Quando você deixa de entregá-los, está roubando a Deus. Se roubar dos homens já traz maldição, imagine roubar de Deus?
    Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis:
    Em que te roubamos?
     Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais. (MI3.8-9)

    b. O dízimo é diferente da oferta
    Dízimo é dez por cento do salário, mas oferta é algo que se dá além dele.
    O dízimo é para proteção contra o devorador, enquanto a oferta é para prosperidade. Em Malaquias 3.11, lemos que, se entregarmos o dízimo, o Senhor nos livrará do devorador. O dízimo é lei, e prova nossa fidelidade. Mas a oferta demonstra o nosso amor, e deveria ser maior que o dízimo.

      O dízimo não é uma semente, mas as ofertas sim. A Palavra de Deus diz que aquele que semeia com fartura, colherá com abundância porque Deus é fiel.
      E isto afirmo: aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. (2Co 9.6)


    3. Por que devo entregar o dízimo?
    a. Porque Deus ordena
    b. O dízimo é uma proteção
    Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. (MI 3.11)


    4. Dicas
    Não fique guardando o seu dízimo. Entregue-o no primeiro culto após o recebimento de seu salário.
    No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte, em casa, conforme a sua prosperidade... (ICo 16.2)
    Você pode calcular o dízimo baseado no valor do salário líquido ou bruto, mas recomendamos que seja do bruto.
    Ninguém tem autoridade para administrar o próprio dízimo, nem mesmo suas ofertas. Quem administra é a casa do Senhor. O que passar disso é do maligno.
      Não dê dízimo para profetas, evangelistas itinerantes, ou mesmo para orfanatos, asilos, ou qualquer outra instituição do gênero.
    Todo dízimo deve ser trazido à Igreja onde você é cuidado e alimentado.
    Entregar o dízimo em outra igreja é como se um homem casado desse seu salário a outras mulheres e não à esposa; é prostituição espiritual.
    Nenhum pastor tem autoridade para liberar uma pessoa de dar seu dízimo.
    Nenhum homem pode autorizar alguém a deixar de obedecer a Palavra de Deus.
    Dê o dízimo antes de fazer qualquer pagamento. Quem primeiro paga as contas para depois entregar o dízimo está pecando. Mostra que Deus não é prioridade para essa pessoa.
    O dízimo deve ser calculado levando-se em conta toda a renda, ou seja, inclui horas extras, venda de bens móveis e imóveis, investimentos, presentes, etc.
    Seja organizado. Faça o controle de todas as suas entradas, independentemente da quantidade. Só assim você será um dizimista fiel; caso contrário, pode estar à mercê do devorador.
    Um empresário só poderá ser considerado dizirnista fiel se der o dízimo de sua empresa, e não apenas de sua retirada mensal .
    Ninguém pode determinar o que a igreja deve fazer com o dízimo que recebe.
    Quem administra os dízimos são os pastores e presbíteros .
    Os dizimistas fiéis têm o direito de ver o relatório mensal dos gastos da igreja.
    Esta tem a obrigação de apresentar, no mínimo, um relatório anual . ., Ninguém está isento de entregar o dízimo. Nem pastor, nem missionário, nem apóstolo, etc
    Deus não empresta o dízimo a ninguém. Quem conhece a verdade e deixa de entregar o dízimo está debaixo da maldição resultante de roubar a Deus. Se você deixou de dar o dízimo por alguns meses, não recomece simplesmente, mas pague todos os atrasados.
    Existe um envelope especial que você deve usar para entregar seu dízimo.
    Procure seu Anjo da Guarda para que ele o oriente sobre o modo de fazê-lo,
    Procure não vir de mãos vazias para o culto a Deus. Nós recolhemos ofertas em todos os cultos.
    Traga a sua oferta. O Senhor ordenou aos filhos de Israel em Deuteronômio (16.16:)
       Não aparecerá de mãos vazias perante o SENHOR.
    Não faça alarde ao ofertar na Casa de Deus. Se procurar a glória de homens, esta será sua única recompensa.

    Nenhum comentário

    Deixe seu comentário.

    Post Top Ad

    ad728

    Post Bottom Ad

    ad728