» » » » DIANTE DE DEUS COMO SE O PECADO NUNCA EXISTISSE


 JUSTIÇA É A HABILIDADE DE ESTAR DIANTE DE DEUS COMO SE O PECADO NUNCA EXISTISSE
Justiça de Deus 2º- Texto.
   
     O apóstolo Paulo escrevendo aos Romanos afirma que Abraão foi declarado justo.
 Mas como? Romanos 4.1. A palavra justificar quer dizer: declarado justo.
Abraão foi declarado justo por fé, não por obras, não por seu esforço. Romanos 4.3

       Abraão creu em Deus e os céus declararam que Abraão era justo.
  Então o que Abraão fez para ser declarado justo? Ele creu em Deus! Então o que fazemos para ser declarados justos? Nós cremos em Deus!

       Romanos 4.4

      Se Abraão tivesse trabalhando, se esforçado para ser justo, a justiça dele seria uma dívida de Deus para com ele.
 Mas se ele foi feito justo pela fé em Deus, então a sua justiça, foi fruto da graça.
Romanos 4.5 Ele diz que aquele que crê, Deus vai declarar justiça a um homem que era ímpio.

Romanos 4.6 Note o que diz aqui. Ele usa a palavra IMPUTA.
 Para imputar algo significa você colocar na conta de uma pessoa todas as falhas que ela cometeu.
 Se Deus fizer isso, a pessoa ficará com uma dívida enorme.
Deus deu um crédito a um homem que não era de Deus declarando-o justo sem levar em consideração as suas obras. Romanos 4.7
       
      Quando Jesus derramou o seu sangue na cruz. Ele não apenas perdoou os pecados passados, mas ele perdoou você pelos pecados presentes e também o perdoou pelos pecados futuros. Romanos 4.8

      Muitos pensam que na graça estimula você a pecar mais.
 Mas esse é um grande equívoco. Quando a graça se manifesta na sua vida, ela põe um freio no seu pecado. Tito 2.11,12.
Quando você tem o espirito da graça em você não vai pecar mais, você vai pecar menos! Romanos 6.14

Redação Catedral Da Paz

Rede Paz Brasil, Igreja Catedral Da Paz, Rio Verde-GO; Nas publicações podem conter Imagens e Textos das igrejas e seus oficiais e da Internet.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Deixe Seu Comentário

Leave a Reply

Deixe seu comentário.