» » » CRISTO E O CRISTIANISMO / CRISTO. NOSSA DOUTRINA

Já dissemos que nossa fé não enfatiza doutrinas, mas enfatiza a pessoa de Cristo. Mesmo quando são mencionadas algumas doutrinas, estas são em número pequeno, e quando você vai explicá-las, elas sempre indicam uma pessoa. Se voltar-se para os quatro Evangelhos, você ficará perplexo ao descobrir que tudo o que está registrado ali é simplesmente uma descrição de quem é Jesus de Nazaré. Primeiramente deve haver o conhecimento de quem Ele é. As doutrinas vêm depois. Já averiguamos a pessoa de Jesus Cristo. Agora daremos uma olhada nas doutrinas da nossa fé.

 

Comparações de Doutrinas

No Novo Testamento, não se pode encontrar muitas doutrinas nos quatro Evangelhos. Tampouco há muitas dou­trinas em Atos dos Apóstolos. É exatamente isso que dissemos anteriormente, que você tem de conhecer quem é Jesus Cristo, antes que possa entender de que tratam as doutrinas.
Quanto às doutrinas, também há enorme diferença entre as do cristianismo e as das demais religiões. Aqui, gostaria de mencionar novamente, que o fato de eu ser cristão não significa que você tem de sentir e ver as coisas da mesma maneira que eu. Não terei essa atitude presunçosa. Apenas apresentarei novamente os fatos a você, mostrando-lhe a diferença entre o cristianismo e as demais religiões. Não decidirei por você, sobre qual é boa ou ruim. Peço-lhe apenas que examine os fatos. Se você acha que isso é correto, então creia nisso. Caso contrário, simplesmente assuma a sua esco­lha. Aqui são desnecessárias palavras comoventes. Não farei, portanto, nenhum apelo ou convite.
Observe todas as religiões que estão diante de nós. Toda a ênfase delas está em doutrinas e não numa pessoa. Quer seja Confúcio ou Lac, Tsé, o que eles ensinam e o que são, são duas coisas diferentes, são duas entidades separadas. Suas doutri­nas não têm muito a ver com a pessoa deles. Desassocie a pessoa da religião, e não fará grande diferença. A pessoa tão-somente pregou as doutrinas, depois do que está desassociada daquilo que pregou.
Não é assim com a nossa fé. Quando vieram a existir as doutrinas cristãs? Depois da morte, ressurreição e partida de Cristo deste mundo é que começaram as doutrinas. Todas as doutrinas vieram depois. Além do mais, todas essas doutrinas são centradas em Cristo. Cristo e as doutrinas são uma entidade inseparável. Você, primeiramente, tem a Ele e, então, tem as Suas doutrinas.

A União de Deus e o Homem
Por exemplo, há a doutrina que fala da união de Deus como homem. É uma doutrina muito importante. Se buscar na Bíblia como é que isso pode ocorrer, você verá que a fonte de tal doutrina é o fato de Deus se ter tornado um homem Jesus. Ele é Aquele que é Deus mesclado com o homem.
A Bíblia não dá a doutrina de como Deus se torna um com o homem. Em vez disso, ela mostra a pessoa de Jesus de Nazaré, que é um exemplo de Deus sendo um com o homem. Originalmente, Deus e o homem eram separados; havia um enorme abismo entre eles. Não havia qualquer possibilidade de união. Agora, chegou o Nazareno. Ele era Deus vindo para tornar-se um homem. Ele era a ponte entre o homem e Deus, unindo os dois. Isso não é uma doutrina que ensina as pessoas a serem um com Deus. Eis aqui um fato: daqui em diante, quando um homem está em Cristo, ele pode ser um com Deus.

 

A Doutrina da Morte

Outra doutrina muito importante na Bíblia é a que diz respeito à morte. A Bíblia descreve o homem sendo totalmente corrupto, sem qualquer possibilidade de reformar-se. A única solução é a morte. Como um pedaço de madeira infestada de vermes, ele não tem nenhuma oportunidade de ser entalhado ou esculpido. O único destino para ele é ser lançado ao fogo. A morte é a solução. Somente pessoas mortas não se orgulharão se forem elogiadas mil vezes. Somente pessoas mortas não ficarão iradas se você as repreender repetidamente. Somente pessoas mortas não serão tentadas pelo pecado e, conseqüen­temente, não pecarão. A morte resolve todos os problemas relativos ao pecado.
Mas como podemos morrer? Se estiver numa religião, ela o exortará a morrer: Morra! Se você morrer, o pecado nunca mais o rondará! Mas, como morrer? Cometendo suicídio? Jogando-se ao mar? Ou, como diziam os chineses eruditos do passado, considerando tudo o que passou como um ontem morto? Não! Tudo isso são métodos das religiões comuns. Esses não são os ensinamentos cristãos.

Podemos Morrer Por Causa de Cristo
A doutrina da morte está totalmente relacionada com Cristo. Sua Pessoa é que determina Suas doutrinas. Jesus morreu. Que diz a Bíblia, então, sobre isso? Ela diz que o mundo morreu com Ele. Sua morte foi para o pecado, portanto, todo o mundo está morto para o pecado. Original­mente, todo o mundo estava em pecado, estando morto nele. Somente Jesus não foi afetado pela morte. Ele não morreu por ter pecado; morreu para o pecado. Se formos um com Ele, também estaremos mortos para o pecado, por Sua morte. O pecado não terá mais alvo para atuar e todos os problemas do pecado em nós serão resolvidos.
Essa é a doutrina que a Bíblia prega. Trata-se de um fato que é totalmente ligado à pessoa de Cristo. Não é uma exortação para que as pessoas mantenham uma vida moral e se arrependam de seus erros. Essas absolutamente não são doutrinas cristãs. Uma vez que Cristo morreu, todos vocês que estão Nele estão mortos, totalmente mortos para o pecado. O pecado já não tem como agarrá-los. Se Cristo não tivesse morrido, não haveria nenhu­ma doutrina. Todas as experiências e doutrinas estão basea­das na pessoa de Jesus Cristo.

 

A Doutrina da Ressurreição

Outro fato que temos é a ressurreição de Cristo. Ele morreu e ressuscitou. Portanto, do nosso lado, não estamos apenas mortos para o pecado, desligados dele, mas, ainda mais, estamos regenerados e nos tornamos nova criação na ressurreição de Cristo.
Tudo isso está ligado à pessoa de Jesus Cristo. Nada é realizado por nós. Tudo depende Dele.

Os Ensinamentos Dependem Dele
A Bíblia não é totalmente vazia de ensinamentos. Entre­tanto, todos os ensinamentos estão baseados na pessoa de Cristo Jesus. Somente quando Ele tem determinada experiên­cia é que pode haver uma doutrina ou ensinamento. Cada ensinamento ou doutrina está ligado à experiência pessoal Dele. Sua encarnação é a base da união de Deus com o homem. Sua morte é a base do nosso morrer para o pecado e para o ego, e o fundamento de uma vida santa. Sua ressurreição é a base da nossa nova vida. Tudo o que obtivemos, foi Ele quem obteve. As doutrinas são baseadas na pessoa e estão ligadas à pessoa. Isso é cristianismo genuíno. E isso que torna nossa fé diferente de todas as religiões.

Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida.
Quando Jesus Cristo estava para deixar o mundo, em certa ocasião, Ele falou uma doutrina muito surpreendente. Sem dúvida, essa doutrina está, uma vez mais, proxima­mente relacionada a Ele. Ele disse: "Eu sou o caminho, a n verdade, e a vida". Talvez você tenha escutado outros citarem essa passagem.
Ele disse que Ele é o caminho. Ele é o caminho para vencer o pecado. Ele é o caminho para vencer as tentações do mundo. Ele é Seu próprio ensinamento! Ele é todos os caminhos para a vitória.
Ele também disse que Ele é a verdade. Freqüentemente ouvimos as pessoas dizerem que há verdade nas palavras de fulano de tal. Às vezes, quando alguém formula alguma teoria, dizemos que isso é verdade. Ou, em geometria, quando provamos que isso é igual àquilo, dizemos que encontramos uma verdade. Mas a verdade da qual fala Jesus Cristo é Ele próprio. Ele é a verdade.
Além do mais, Ele é a vida. Ele não prega meramente uma doutrina para você e pede que a ponha em prática; Ele é o próprio poder de vida para que você realize o que Ele prega. A religião lhe diz para ser honesto; diz -lhe para não mentir. Talvez venha alguém e lhe diga: "Exercite-se para não mentir. Toda vez que mentir, dê um tapa na língua”.Acho que se pudéssemos reconhecer todas as mentiras que dizemos, nossa língua estaria em pedaços antes do dia terminar! Porque nossa vida é uma vida humana, não há possibilidade de não mentir ou de não pecar. A vida do homem é absolutamente impoten­te nesse aspecto. Simplesmente dar-lhe algumas doutrinas elevadas e deixar que você "se vire" para vivenciá-las, não é a maneira de Cristo.
A Bíblia diz que Ele capacita você. Essa capacidade é proveniente de Cristo. Tudo o que você necessita é estar Nele. Ele é a sua vida. Ele pode fazer com que você não minta, não importando que tipo de pessoa seja!

O que os Fundadores de outras Religiões Não Podem Fazer
Nenhum fundador de uma religião é suficientemente grande para sustentar esses três itens: o Caminho, a Verdade e a Vida. Todas as experiências do homem estão incluídas nessas três coisas. Sempre que está para fazer algo, você decide se vale a pena fazer isso. Essa consideração é uma ponderação da verdade. Depois que a decisão é tomada, você tem de achar um caminho. E, depois de achado o caminho, você necessita de força, de poder. Sempre que vai fazer alguma coisa, você tem de passar por esses três passos: o caminho, a verdade e a vida.
Esses três são inseparáveis. Você não recebe primeiro a verdade, então o caminho, e é abandonado para encontrar a vida por si próprio. Cada um desses três é encontrado nessa Pessoa. Quando você O tem, todo problema será resolvido. Isso é Jesus. Isso é a nossa fé. Desde que haja um caminho para Ele, tudo virá a seguir.


Simplesmente Esteja em Cristo
Vejamos algumas passagens da Bíblia. Você descobrirá facilmente que, quando a Bíblia menciona algumas doutrinas, diz que são "em Cristo”.As palavras "em Cristo" são constan­temente mencionadas. Em alguns lugares é dito "por Cristo”.Mas "por Cristo" não é a melhor tradução. É melhor, nessas passagens, traduzir-se para "por meio de Cristo”.Deus não nos dá as coisas diretamente; elas têm de vir "por meio de Cristo”.Além disso, há frases como "com Cristo" e “juntamen­te com Cristo”.Elas mostram a posição que Cristo ocupa na Bíblia. Tudo tem de ser por meio Dele. Receber Suas doutrinas é recebê-lo. Sem Ele é inútil ter qualquer de Suas doutrinas.

Nenhum Relacionamento Entre os Fundadores Religiosos e Seus Credos
O mesmo não ocorre com todas as outras religiões. Você pode ser um devoto de outras religiões, vivendo pelo credo de qualquer uma delas, sem ter nada a ver com os seus fundadores.
 Em aritmética há uma tabela chamada de tabuada de multiplicação. Nessa tabela você pode encontrar o produto da multiplicação de dois números quaisquer, de um a nove. Tudo ali está esmeradamente arranjado. Você sabe quem formulou essa tabela? Creio que milhões de pessoas que usam essa
Tabela não sabem quem a formulou. Ainda assim, você pode usá-la sem saber quem a inventou. Assim são todas as religiões em geral: você não precisa ter nada á ver com seus fundadores, mas pode aplicar suas doutrinas. As doutrinas e os que as pregaram não estão relacionados entre si.
Em Kaifem, encontrei um missionário estrangeiro, que ouviu minha pregação. Descobri que ele era alguém que estava relacionado às doutrinas de Cristo, mas não à Sua pessoa. Ele disse a um de meus antigos colegas de classe, agora também meu cooperador, como praticar os ensinamen­tos de Cristo e como expor a teologia da Bíblia. Meu cooperador perguntou-lhe: "Você consegue tocar as pessoas com isso? Alguma vez alguém já se arrependeu, teve os pecados perdo­ados e a vida mudada por meio da sua pregação? Você tem tal poder?" Ele emudeceu comas palavras de meu cooperador.

A Preciosidade das Doutrinas é Cristo
A fonte da nossa fé é Cristo. Se não há nenhum relaciona-mento com Cristo, não há poder. As doutrinas de Cristo estão absolutamente ligadas à Sua pessoa. A preciosidade das doutrinas está em Cristo. É inútil simplesmente conjecturar e discutir de maneira exterior.
Vejamos agora o livro de Romanos, no Novo Testamen­to. Eu não darei uma porção de explicações, mas simples­mente apresentarei os fatos a você. Queremos ver o que diz a Bíblia.
Romanos 3:22 e 24 diz: "Justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que crêem; porque não há distinção... sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus." Aqui nos diz que o homem recebe o perdão de pecados e a justificação diante de Deus, pela redenção de Cristo Jesus. Essas coisas estão baseadas num relacionamento com Cristo. Sem isso, os pecados do homem não podem ser perdoados.

Por Meio de Jesus Cristo
Romano 5:1 diz: "Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo”.
Versículo 2: "Por intermédio de quem obtivemos igual­mente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriemo-nos na esperança da glória de Deus."
Versículo 10: "Porque se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida”.
Versículo 11: "E não isto apenas, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem acabamos agora de receber a reconciliação."
Tudo o que recebemos: justificação, reconciliação, per­manecer na graça, salvação, alegria em Deus etc., tudo é recebido por meio de Jesus Cristo. Somente por meio Dele é que herdamos tudo isso.

Recebendo Graça por Ele

Romanos 5:15 diz: "Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque se pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foi abundante sobre muitos."
O versículo, 17 diz: "Se pela ofensa de um, e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundân­cia da graça e o dom da justiça, reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo”.
É por causa de Jesus Cristo que a graça e o dom de Deus podem ser concedidos a todos os homens. Também é devido a Se que podemos reinar em vida. Como diz o versículo 21 desse capítulo: "A fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida  eterna, mediante Jesus Cristo nosso Senhor." O recebimento da vida eterna é por meio Dele. Não depende do bom comportamento do homem.

Crucificados com Ele.
Romanos 6:6 diz: "Sabendo isto, que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos."
O versículo 17 diz: "Mas graças a Deus porque, outrora escravos do pecado, contudo viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues”.
Essa pode ser considerada uma doutrina vital de nossa crença: que, pela fé, estamos crucificados com Cristo e o velho homem é anulado. Não concordo em crucificar-me. Quando Cristo foi crucificado, fui crucificado com Ele. Por meio disso, fui libertado do pecado, não sendo mais um escravo dele. Dessa maneira, posso considerar-me morto para o pecado e vivo para Deus em Cristo. Essa é uma grande doutrina, a qual também está vinculada à pessoa de Cristo.

Libertados Nele
Em Romanos 7:24, 25 lemos: "Desventurado homem que sou! quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, coma mente sou escravo da lei de Deus, mas segundo a carne da lei do pecado."
Aqui está um homem que foi constantemente derrotado por suas próprias concupiscências carnais. Quando estava no fim de suas esperanças, clamando por libertação, ele viu o caminho da salvação: libertação pelo Senhor Jesus Cristo. O poder da libertação também está no Senhor.

Não Mais Impotentes Nele
Romanos 8:1 diz: "Agora, pois, já nenhuma condenação  há para os que estão em Cristo Jesus." Não há condenação para os que estão em Cristo Jesus. A condenação aqui, não se refere a qualquer tipo comum de condenação. Segundo alguns manuscritos antigos da Bíblia, recentemente descober­tos no Egito, essa palavra tem dois significados. O primeiro é usado como um termo legal, e o segundo é uma expressão comum do dia-a-dia. No âmbito legal, ela significa condena­ção como uma sentença. Mas no uso comum, significa impo­tência, fraqueza, limitação etc. Por essa razão, traduzirei essa porção para "agora, pois, já nenhuma impotência há". não há mais fraqueza ou incapacidade.
O versículo 2 diz: "Porque a lei do Espírito da vida em Cristo Jesus te livrou da lei do pecado e da morte."
Aqui há duas leis. Originalmente, todos estávamos atados à lei do pecado e da morte. Agora, a lei do Espírito da vida nos livrou; já não estamos mais sob o controle da lei do pecado e da morte. E essa lei do Espírito da vida está em Cristo Jesus. Você reparou nisso? Uma vez mais é um relacionamento com Ele que nos liberta.
O versículo 10 diz: "Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida por causa da justiça”.Uma vez que Cristo está em mim, eu posso viver.

Mais Que Vencedores Nele
Romanos 8:35, 37 diz: "Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?... Em todas estas cousas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou”.
Embora haja tanta dificuldade exteriormente, ainda so­mos mais que vencedores. A força é obtida por meio Dele. Não que sejamos capazes em nós mesmos; é tudo por Ele e por intermédio Dele.
Da mesma maneira, os versículos 38 e 39 dizem: "Porque eu estou bem certo de que nem morte, nem vida, nem anjos, nem principados, nem cousas do presente, nem do porvir, nem poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor”.Por que nada pode separar-nos do Seu amor? Não é por causa das nossas virtudes, mas porque esse amor está em Cristo Jesus, nosso Senhor! Outra vez, o amor está unido à pessoa de Cristo. Quando estamos em Cristo, estamos nesse amor inseparável.

 

Cristo Tornando-se nossa Sabedoria

Vejamos, agora, 1 Coríntios.
Em 1Coríntios 1:30 diz-se: "Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tomou da parte de Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção”.
Eu próprio recebi muita ajuda deste versículo. Nós estamos em Cristo Jesus, da parte de Deus. E não apenas isso, Deus fez de Cristo nossa sabedoria...Etc. Pensamos que não somos muito brilhantes, mas à medida que estudamos mais livros, lemos mais a Bíblia e ouvimos mais sermões, seremos mais inteligentes. Mas não é isso que Deus diz. Deus tomou Cristo nossa sabedoria. Veja, uma vez mais, a sabedoria está ligada à pessoa de Cristo. Ele tomou-se a sabedoria do homem.
Dizemos que somos injustos e que não podemos ver Deus. Mas, que é dito aqui? Deus fez Cristo a nossa justiça. Agora, você pode encarar Deus, como se não tivesse pecados.
Além disso, pensamos que somos corruptos demais, que nossos pensamentos são impuros, que somos orgulhosos e sempre mentimos. Não temos qualquer santificação. Todavia, Deus fez Cristo nossa santificação. Ele pode ser transmitido para dentro de você por meio de Cristo, para ser sua santificação. Muitos têm experimentado que se não fosse por Cristo, não haveria qualquer santificação.
Quanto à salvação, uma parte dela diz respeito ao futuro. Não mencionaremos isso agora. De qualquer maneira, você pode ver que Cristo é nossa sabedoria, justiça, santificação e salvação, do princípio ao fim.

 

Gerados e Criados Nele

Em 1 Coríntios 3:1 diz-se: "Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais; e, sim, como a carnais, como a crianças em Cristo." De acordo coma Bíblia, a idade física não importa, o que importa é a estatura em Cristo. Tal medida, novamente, é algo em Cristo.
Em 1 Coríntios 4:15 é dito: "Porque ainda que tivésseis milhares de preceptores em Cristo, não teríeis, contudo, muitos pais; pois eu pelo evangelho vos gerei em Cristo Jesus”.Somente em Cristo é que alguém pode ser regenera­do e gerado do evangelho.

Andar Nele
A Primeira Epístola aos Coríntios 4:17 diz: "Por esta causa vos mandei Timóteo, que é meu filho amado e fiel no Senhor, o qual vos lembrará os meus caminhos em Cristo Jesus, como por toda parte ensino em cada igreja”.
Eis aqui um homem que anda em Cristo. Você descobrirá que, não somente aqui, mas em diversas passagens, é menci­onado que o andar dos cristãos deve ser em Cristo.

Suas Doutrinas São o que Ele É
 Vejamos algo muito importante no que se refere à nossa fé.
Em 1 Coríntios 15:12-14 diz-se: "Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação e vã a vossa fé”.
Os versículos 16 e 17 dizem: "Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados”.
Aqui não diz o que você ganhará por bom ou mau compor­tamento. Tudo em nossa fé está baseado na pessoa de Cristo. Se Ele tivesse morrido sem ressuscitar, Suas doutrinas seriam sem vida e tudo estaria acabado. Nossa fé não serviria para nada. Pode-se ver, aqui, que Suas doutrinas são o que Ele é.
Mas louvado seja o Senhor, Ele ressuscitou. Portanto, nossa pregação não é vã. Tudo é real. Tudo na nossa fé está vinculado ao Senhor ressurreto.

As Doutrinas Provêm do Cristo Ressurreto
Como 2 Coríntios não é um livro que trata de doutrinas, iremos pulá-lo. Os livros que tratam de doutrinas são Gálatas, Efésios e Colossenses. Entretanto, poderemos apenas mencioná-los resumidamente. Mostraremos que todas as doutrinas vêm da pessoa de Cristo.
Gálatas 2:4 diz: "E isto por causa dos falsos irmãos que se entremeteram com o fim de espreitar a nossa liberdade que temos em Cristo Jesus, e reduzir-nos à escravidão." Nossa liberdade está em Cristo.
Gálatas 2:16 e 17 diz: "Sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e, sim, mediante a fé em Cristo Jesus, também nós temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois por obras da lei ninguém será justificado. Mas se, procurando ser justificados em Cristo, fomos nós mesmos também achados pecadores, dar-se-á o caso de ser Cristo ministro do pecado? Certo que não."
A justificação é devido a estarmos Nele. Ela não é causada pelo nosso comportamento. Uma vez que nos unimos a Cristo, somos justificados.

Eu Nele
Gálatas 2:19b-20 é outra passagem preciosa: "Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que agora tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim."
Não me suicidei; eu fui crucificado com Ele. Quando Ele morreu na cruz, eu também morri, pois estou Nele.

Todas as Bênçãos Espirituais São Dadas Nele
Efésios 1:3 diz: "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo". Todas as bênçãos espirituais são dadas a nós em Cristo. Por essa razão, tudo o que se segue é recebido Nele.
Os versículos 4 a 7 dizem: "Assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a filiação (lit.), por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua ,vontade, para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado, no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça."
Colossenses 1:14 diz: "No qual temos a redenção, a remissão dos pecados”.A redenção e a remissão dos pecados estão no Amado.
Colossenses 3:1 a 3 diz: "Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus." De novo, somente por Cristo é que podemos receber a vida ressurreta. O relacionamento que Deus tem conosco é baseado naquele que Ele tem com Cristo.

Todos os Ensinamentos e Doutrinas Estão Ligados à Pessoa de Cristo
A partir do livro de Romanos, descobrimos um fato: nenhuma doutrina e ensinamentos relativos à nossa fé estão relacionados à nossa obra. Em vez disso, cada um deles está ligado à pessoa de Cristo. Quer seja perdão de pecados, regeneração, santificação, libertação etc., não há doutrina que esteja desassociada de Cristo. Sem Cristo não temos fé. Sem Cristo nada temos para pregar. Essa é a diferença entre a nossa fé e todas as demais religiões. Sem passar por Cristo, você não pode fazer nada. Você não pode ter nenhuma doutrina sem estar relacionado a Ele. Tudo depende Dele.
Alguns podem perguntar: Não há algumas exortações na Bíblia? A Bíblia não se preocupa nem um pouco com certo e errado? Sim, ela tem exortações e também diz às pessoas como comportar-se e andar. Por exemplo, o livro de Romanos contém algumas palavras de exortação e de ensinamentos. Mas elas aparecem depois do capítulo doze. E antes do capítulo doze? Todas as doutrinas estão relacionadas a Cristo e a como podemos estar unidos a Ele. Depois, vêm as exortações quanto à nossa conduta.
         
A Ênfase Está no Nosso Relacionamento com Cristo
Em Efésios, uma vez mais, a Bíblia arranja primeiramente a doutrina e o relacionamento entre nós, Deus e Cristo, nos capítulos um a três. Então, do capítulo quatro ao seis, há alguns ensinamentos comportamentais. Mesmo quando é falado sobre nosso andar, a base é o relacionamento com Cristo. O mesmo ocorre com os demais livros.

Portanto, o cristianismo genuíno não o exorta primeira­mente a fazer algo. Em vez disso, ele diz a você para estabe­lecer um relacionamento com Cristo. Depois que o relaciona­mento é estabelecido, então vem a prática.

Redação Catedral Da Paz

Rede Paz Brasil, Igreja Catedral Da Paz, Rio Verde-GO; Nas publicações podem conter Imagens e Textos das igrejas e seus oficiais e da Internet.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Deixe Seu Comentário

Leave a Reply

Deixe seu comentário.