» » Jovens Fortes e Constantes



“Os que confiam no SENHOR são como o monte Sião, que não se abala, firme para sempre. Como em redor de Jerusalém estão os montes, assim o SENHOR, em derredor do seu povo, desde agora e para sempre. O cetro dos ímpios não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda a mão à iniqüidade. Faze o bem, SENHOR, aos bons e aos retos de coração. Quanto aos que se desviam para sendas tortuosas, levá-los-á o SENHOR juntamente com os malfeitores. Paz sobre Israel!” Sl 125.1-5


As montanhas e os montes sempre foram um símbolo de força, de permanência, de firmeza. Essa é a característica inerrante daqueles que depositam as suas expectativas e a confiança do coração no Senhor. São pessoas de pés firmes, passos certos. Ao contrário dos ímpios, vacilantes em todos os seus caminhos.

Leia Também:
O Sentido Da Vida
Ação Jovem Radical
Noticias e Acontecimentos Em Israel

Na Bíblia vemos dois montes que representam duas eras, duas dispensações. O primeira é o Sinai, também chamado de Monte Horebe. O segundo é Sião, o monte do Senhor, cidade de Davi. Gostaria de iniciar minha pregação falando um pouco desses dois montes e do porque do salmista nos levar a Sião e usá-lo como representatividade da igreja.

1. O Monte Sinai – Ex 19 e 20
Em via de regra, o Sinai aponta para a Lei. Foi lá que Moisés passou 40 dias de jejum buscando a glória de Deus e recebeu dEle a Sua lei. A Lei é uma manifestação de Deus. É uma medida. Para quem não conhecia nada de Deus aquela era uma manifestação e tanto. Daria rumo e segurança ao povo. Daria a eles tranquilidade em saber o que fazer e o que não fazer. Certeza sobre as consequencias de suas escolhas e o caráter do seu Deus. Todavia a experiência do Sinai é uma experiência exclusivista. Apenas Moisés se encontrou com Deus ali. É uma experiência assustadora, de tal forma que o povo não quis se relacionar com Deus, antes pediram para que Moisés falasse com Ele e depois lhes contasse sobre o que Ele falou. O Sinai é maravilhoso, mas a glória revelada nEle é passageira, momentânea. O Sinai é um ponto essencial na caminhada cristã. É um lugar de muitos ensinos, edificação e comunhão com Deus, mas é passageiro.

2. O Monte Sião – Sl 125
O Monte Sião era a fortificação de Jerusalém e foi tomado por Davi dos jebuzeus, sendo o último ou um dos últimos territórios cananeus conquistados por Israel. Depois dessa conquista, o rei passa a chamar este lugar Cidade de Davi.
 Foi em Sião que o Templo de Salomão foi construído. Era ali que a arca agora HABITAVA. Sião aponta, assim como o Sinai, para uma nova medida de revelação de Deus, mas agora uma revelação íntima, inclusiva, convidativa.
 O monte de Sião é o monte do Senhor. Era uma espécie de refúgio de Davi. Enquanto o Sinai aponta para a Lei, o Sião aponta para uma nova dispensação, a dispensação da graça. Se Davi viveu uma dispensação na frente de seu tempo, Sião é o maior símbolo disso. Tanto é que a igreja neotestamentária é chamada de Sião. E Sião passa a ser uma referencia quando se quer dizer de todo o povo de Israel. Sião é um lugar de adoração íntima e incessante. O louvor era uma característica presente e diferenciadora no tempo do Rei Salomão.

  Deus deseja se revelar no Sinai para nós, quer que passemos por lá. Mas o lugar no qual somos convidados a estabelecer morada é Sião. Segundo o texto que vemos no início da mensagem, Sião é um símbolo do povo e um símbolo de força e constância. E é sobre isso que queria tratar na palavra. Muito se diz dos adolescentes. E quando se fala dessa etapa da vída e das pessoas que nela se encontram é que são fracas, frágeis e sobreturo inconstantes e superficiais. Gostaria de tocas em alguns pontos e abordagens bíblicas sobre isso, pois creio que a geração de adolescentes que o Senhor quer levantar é na contramão desses valores. É a geração forte e constante. São os adolescentes em Sião, como as montanhas.

1. Vos escrevo porque sois fortes – I Jo 2.14-17
Ao contrário do que diz o mundo, a característica marcante dos jovens na bíblia é a sua força para vender o pecado e as coisas mundanas. Aqui encontramos a mesma referência do salmista: “permanecem eternamente”. A chave disso é fazer a vontade de Deus e perseverar contra o mundo. Vencendo a concupciência dos olhos, da carne e a soberba da vida.

2. A alegria do Senhor é a nossa força – Nm 8.10
A alegria em fazer a vontade de Deus e saber que o Senhor se alegrava no que estava sendo realizado era tão grande em Neemias que o capacitou a permanecer forte. Mas forte de uma maneira tão poderosa que escreveu uma das histórias de liderança mais espetaculares da Bíblia. Um homem comum, um copeiro, com um encargo no coração, liderou a reconstrução de todo o muro de Jerusalém em exatos 52 dias e cercado de diversas resistências internas e externas.

3. A força na obediência – Lc 6.46-49
Aqui vemos uma línha de raciocínio simples. Cristo é manifestado na obediência, que é a rocha que reforça e firma a vida de quem pratica a palavra. Cristo é o Verbo, ou seja, a Palavra, mas não apenas a Palavra, e sim a Palavra viva, ativa. E é exatamente isso que é obedecer, é viver a Palavra. Portanto Cristo é a própria obediência. A Palavra deve ser nosso guia, mas não nos servirá de nada se não for praticada, mas quando praticada nos fará fortes e inabaláveis. Por fora os inabaláveis são comuns. Mas suas raízes firmadas fazem dele prevalecentes. E essa força é revelada justamente pela tempestade.

4. O princípio do vencedor
O princípio do vencedor na Bíblia não é ser o melhor, ou chegar em primeiro lugar, mas simplesmente chegar, é completar a carreira. Por isso, uma palavra chave nas cartas de Paulo é PERSEVERANÇA.
5. O princípio da batalha da fé
Paulo diz que completou a carreira guardando a fé. O que isso quer dizer? Primeiro precisamos entender que o tempo todo em suas cartas Paulo diz que a vida cristã não é vivida pelo esforço, mas sim pela graça, mediante a fé. Fé não é esforço. A nossa única batalha, a qual devemos travar até o sangue é a de não fazer nada, mas permanecer constantes, inabaláveis, perseverantes, crendo.


Por Ruben Rodrigues

Redação Catedral Da Paz

Rede Paz Brasil, Igreja Catedral Da Paz, Rio Verde-GO; Nas publicações podem conter Imagens e Textos das igrejas e seus oficiais e da Internet.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Deixe Seu Comentário

Leave a Reply

Deixe seu comentário.