» » Os anjos

O termo Angelologia vem de dois termos gregos, “angelos” = mensageiro; de uma forma geral são “anjos de Deus” (Mt 16:27), mas às vezes se refere a demônios como mensageiros de satanás (Mt 25:41) ou apenas aquele que traz uma mensagem de Deus aos homens, como por exemplo, João Batista (Mc 1:2 RC); o outro termo é “logos” = palavra, não no sentido de vocábulo, mas sim de linguagem, seu uso é variado, significando ainda: estudo, discurso, razão, questão e sinônimos.


Este tema não é muito conhecido ou discutido em nossas igrejas, percebemos que existe muita confusão e mal entendidos no que se refere a estes seres espirituais; sua obra, sua natureza etc.

Procurando esclarecer melhor o assunto, estudaremos o assunto onde conheceremos detalhes sobre os anjos.


A EXISTÊNCIA DOS ANJOS

A Bíblia trata da existência dos anjos com tanta naturalidade como trata da existência do homem; os anjos são realidades, ainda que mistificada e banalizada, no entanto vemos que o Senhor Deus, através de sua Palavra revela-nos o caráter e ministério dos anjos. Mas, o que são os anjos?

O termo anjo no hebraico é encontrado como Kalm (mal’ak) e no grego como aggelov (angelos), ambos tem o mesmo significado; “mensageiro”. Na concepção judaica os anjos são mensageiros de Deus; seres que tem com Ele um contato face a face, portanto superiores aos homens (Hb 2:7-8). A Igreja também crê desta maneira, já que a Bíblia torna isso indiscutível.

É interessante ressaltar que entre os judeus existia uma facção que não acreditava em anjos, estes eram chamados de Saduceus, formavam um partido pequeno que durou até a destruição de Jerusalém. Enquanto existiram foram perseguidores de alguns ensinos do Velho Testamento, negavam a existência de anjos, a ressurreição dos mortos e até mesmo a existência do espírito. “Pois os Saduceus declaram não haver ressurreição, nem anjo, nem espírito; ao passo que os fariseus admitem todas essas coisas. At 23:8. Leia também Mt 22:23; Mc 12:18; Lc 20:27.

Por mais de um século antes da encarnação de Jesus formavam um partido nacional, e em seu tempo todos os sacerdotes eram Saduceus, o grupo era pequeno, porém poderoso devido os ricos e as pessoas influentes fazerem parte dele, seus ensinamentos eram baseados principalmente no Pentateuco. Os Fariseus eram o inverso criam nos anjos, no juízo final, na ressurreição etc... Por isso não se relacionavam com os Saduceus. Jesus os denunciava e os enfrentava, estes por sua vez se uniram para o perseguirem e combaterem seus ensinos.

A existência dos anjos é notória por toda Bíblia, só no Antigo Testamento são mencionados 108 vezes, no Novo Testamento são 175 menções sendo que 71 são no livro de Apocalipse. Jesus teve muitos auxílios angelicais; na tentação no deserto “Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram. (Mt 4:11), na sua agonia no Getsêmani ”Então, lhe apareceu um anjo do céu que o confortava. “(Lc 22:43) leia também Mt 2:13-20; Mt 28:12.


O Senhor não só viveu com a presença dos anjos como também falou acerca deles “E acrescentou: Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem” (Jo 1:51). “Acaso, pensas que não posso rogar a meu Pai, e ele me mandaria neste momento mais de doze legiões de anjos?” (Mt26:53). Por tudo isso a existência dos anjos é mais que comprovada.

Redação Catedral Da Paz

Rede Paz Brasil, Igreja Catedral Da Paz, Rio Verde-GO; Nas publicações podem conter Imagens e Textos das igrejas e seus oficiais e da Internet.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Deixe Seu Comentário

Leave a Reply

Deixe seu comentário.